pulo

23 de jul de 2015

Um dia depois do outro...



Momento fofura triste do dia:

Eu e Lilica tristes pela morte de Xenna.

Após Frida, vulgo furacão branco, ser devidamente imobilizada debaixo de minha pernas, rs; Lilica se aproxima, senta na minha frente e encosta a testa dela na minha.

Ficamos longos minutos assim, olhos nos olhos, ora testa com testa, ora focinho com nariz; ela lambendo minha orelha de leve, enquanto eu falava baixinho na orelha dela sobre o ocorrido no dia anterior. Depois outros longos minutos com ela apoiando a cabeça no meu ombro.

Lilica fitava-me profundamente; alma dela com a minha, através do mais singelo olhar.

Ambas saudosas, ambas tristes, nos confortando mutuamente.

Quem diz q animal não tem sentimentos; nunca teve um animal convivendo com ele.


Nenhum comentário:

Postar um comentário